27 02 2008

Depois de quase cinco meses, vejo o mar. 

Sem palavras.

Coisa cliche, de filme. Me sentei na areia e fiquei um bom tempo com o olhar perdido no horizonte. A praia completamente deserta, de manhazinha, e eu la, sozinho.

So conseguia me lembrar de um verso de Fernando Pessoa que acho super lindo:”Oh, mar salgado. Quanto do seu sal sao lagrimas de Portugal?”

Unicas palavras.

dsc00039.jpg 

Anúncios

Ações

Information

2 responses

27 02 2008
Pedro

Esses versos de Pessoa são lindos mesmo. Impossível não lembrar deles ao ver o mar. Aliás, vejo-o quase todo dia, da janela do ônibus, mas sinto falta de andar pela areia.

28 02 2008
Caco

Lindos versos. Lindo mar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: