31 01 2008

Na madrugada do dia 31 de janeiro de 1998, exatos dez anos atras, morreu um dos melhores amigos que ja tive ate hoje. Kleber. Mais uma jovem vitima de um acidente estupido de carro no qual ele estava de carona. Neste mesmo dia, 10 anos atras, eu tambem estava aqui na Italia. Lembro que, naquela madrugada de 1998, eu nao me senti bem. Nao sabia pq. Cinco dias depois, cheguei ao Brasil e minha mae me contou do acidente e que Kleber “nao tinha resistido”. Lembro-me daquela manha como hoje, quando soube que ele tinha ido para sempre.
Doeu ainda mais lembrar que, dois meses antes, qnd parti de Salvador rumo a Italia, nao me despedi de Kleber, na pressa. Viajei sem me despedir de meu vizinho, meu melhor amigo. Aquele que olhava para mim e me entendia. Queriamos fazer arquitetura, brigavamos sobre como seria o nome do escritorio (Carrozzo & Cardoso, dizia eu; Cardoso & Carrozzo, ele). Fizemos um buraco na cerca que dividia nossas casas – buraco proibido, pois ele morava em um condominio fechado do qual minha casa nao fazia parte. Ele, dois anos mais velho, alto quase dois metros, chegou a brigar, literalmente, por mim. Sempre que ia dormir na casa dele, ficavamos antes conversando por horas e horas, antes de o sono vir.  No verao, as horas na piscina eram tantas.
 No dia da minha viagem para a Italia, olhei morro abaixo, vi a casa dele. Era so ter corrido e gritado o nome dele. A vida era infinita e parecia facil. “Para que me despedir? Mando um postal para ele da Italia.. Alem do mais, ele estarà aqui quando eu voltar”, pensei.  Nao me despedi, nao mandei o postal. E ele nao estava là quando voltei.
 Kleber, quantas saudades. 

Anúncios

Ações

Information

2 responses

1 02 2008
Antonio Jr

eita… que historia triste essa..

força ai, cara!

3 02 2008
stella

Sá, lembrei, de repente e sem nada que pudesse me levar a isto, do Kléber, justo no dia da missa. Tomei um susto quando mãe me falou, dois dias depois, do fato.
Pensei nele, com o desejo de que, seja como for, ele esteja muito bem. Também me lembro dele com muito carinho.
Te mando, de longe mas sempre pensando com muito amor em você, um beijo e um abraço apertado,
Ste e Chico

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: